Eduardo, o Confessor

São Eduardo, o Confessor (c. 1003 - 4 de janeiro de 1066) foi Rei da Inglaterra de 8 de junho de 1042 d.C. a 4 de janeiro de 1066. Após sua morte, houve quatro pessoas que reivindicaram o trono. Eduardo havia prometido a cada um deles que seria rei.

Edward passou muitos anos na Normandia. Os nobres anglo-saxões convidaram Eduardo de volta à Inglaterra em 1041. Ele se tornou parte da família de seu meio-irmão Harthacnut. De acordo com a crônica anglo-saxônica, ambos juraram juntos como rei.

Após a morte de Harthacnut em 8 de junho de 1042, Edward subiu ao trono. A Crônica Anglo-Saxônica indica a popularidade que ele desfrutava em sua ascensão - "antes que ele [Harthacnut] fosse enterrado, todo o povo escolheu Eduardo como rei em Londres". Eduardo foi coroado na catedral de Winchester, a sede real dos saxões ocidentais, em 3 de abril de 1043.

A sucessão

A morte de Edward deixou a Inglaterra sem um sucessor claro. Harold Godwinson havia liderado com sucesso as invasões ao País de Gales em 1063. Ele negociou com seus rivais herdados em Northumbria em 1065, e em janeiro de 1066, após a morte de Edward, ele foi nomeado Rei Harold II.

A posição normanda era que Guilherme o Conquistador havia sido designado herdeiro e que Haroldo havia sido enviado publicamente a ele como emissário de Eduardo, para informá-lo da decisão de Eduardo. Entretanto, o biógrafo de Guilherme, Guilherme de Poitiers, admitiu que o velho rei havia feito um presente de leito de morte da coroa para Haroldo. Com a morte de Eduardo, Haroldo foi aprovado pela Witenagemot que, sob a lei anglo-saxônica, detinha a autoridade máxima para transmitir a realeza.

Edward também fez de seu grande sobrinho Edgar Ætheling seu herdeiro. Entretanto, Edgar não tinha nenhum seguidor entre os condes: ele tinha vivido na Hungria, e era um garoto de quinze anos. Isto abriu o caminho para a coroação de Harold, e as invasões de dois pretendentes ao trono, a invasão mal sucedida de Harald Hardrada no norte e a bem sucedida de Guilherme da Normandia.

Eduardo foi canonizado (feito santo) em 1161 pelo Papa Alexandre III, e é comemorado em 13 de outubro.

Páginas relacionadas


AlegsaOnline.com - 2020 / 2022 - License CC3